EPI-4

Segurança em primeiro lugar!

Os canteiros de obras sempre concentram alto número de trabalhadores. Os riscos para quem trabalha com construção civil não são poucos, o que torna o ramo entre os 10 primeiros colocados no ranking de ocorrências de acidentes de trabalho no país.

Manter os canteiros de obra organizados, limpos e com baixo risco ajudam muito. As dicas abaixo foram extraídas do manual do SESI, com Dicas de Segurança no Canteiro de Obras, cujo foco é a indústria da construção civil – edificações.

Instalações Elétricas

O trabalho sempre deve ser realizado por profissional qualificado e supervisionado por profissional legalmente habilitado. O quadro de força principal, a distribuição, as tomadas e os comandos devem ter proteção contra intempéries, além disso, o fusível, a chave e o disjuntor devem ser compatíveis com o circuito. Não substituir por dispositivo improvisado ou por fusível de capacidade superior, sem a correspondente troca de fiação; Usar o conjunto plugue e tomada para ligar máquinas e equipamentos elétricos móveis; Aterrar estruturas e carcaças de equipamentos elétricos.

Organização e Limpeza

Tudo deve ser muito bem organizado e armazenado em seu lugar correto, com as necessidades físicas e de circulação sendo respeitadas. Entulhos e sobras devem ser removidos e não podem atrapalhar a circulação de pessoas e equipamentos. Lembre-se que um ambiente organizado permite a otimização e agilidade do trabalho.

Utilizar capacete, luvas, máscaras descartável e calçado de segurança.

Almoxarifado

Deve ser instalado em local que facilite a recepção dos materiais e a distribuição pelo canteiro, mantendo-se sempre limpo e com a identificação adequada. Nada deve prejudicar a circulação e acesso aos equipamentos de combate ao incêndio. Os materiais tóxicos, corrosivos, inflamáveis e explosivos, devem ser identificados e separados por compatibilidade química e armazenados em local isolado e sinalizados.

Escavações, valas e poços

Identificar previamente a existência de galerias, canalizações e cabos elétricos, bem como bem como os eventuais riscos com emanações de gases. Deve-se, delimitar as áreas de escavações com fitas zebradas e cavaletes, proibindo o tráfego de veículos e sempre viabilizar ventilação mecânica, com ar filtrado, no local da escavação. Na interrupção do serviço, manter cobertos os tubulões, com material resistente. Tornar obrigatório o uso de cinturão de segurança, em caso de emergência e a instalação de escadas e rampas para o rápido abandono do local em casos de emergência.

Plataformas

Instalar plataforma principal de proteção em todo o perímetro, a partir da primeira laje, em edificações com mais de quatro pavimentos. Plataformas intermediárias a cada três pavimentos, retirando somente após o fechamento da periferia dos pavimentos.

Colocar telas a retirar entulhos com frequência e instalar dispositivos destinados à ancoragem e sustentação dos andaimes dos cabos de segurança para uso de proteção individual em edificações com altura superior a 12 m, a partir do térreo.

Andaime Tubular

Instalar andaimes e montantes apoiados em sapatas sobre solo resistente, com guarda-corpo (1,20m) e rodapé (0,20cm), com toda a superfície de trabalho isenta de saliências ou depressões, e com travamento que não permita seu deslocamento ou desencaixe.

Utilizar o cinturão de segurança, tipo paraquedista, em altura superior a 2 metros, preso ao trava-queda com cabo de fibra sintética independente.

Equipamento de proteção individual

Cabe à empresa: Adquirir os EPI adequados a cada tarefa e fornecer gratuitamente aos trabalhadores, orientar, manter e treinar periodicamente os trabalhadores para o uso, guarda e conversação dos EPI;

Cabe ao trabalhador: Utilizar os EPI necessário de acordo com a tarefa a ser realizada, zelando pela guarda, limpeza e conservação.

Veja o manual completo aqui. http://www.sinduscon-rio.com.br/doc/dicas.pdf

 

Conte com os Andaimes, Acessórios e Escoramento da Mitti para maior segurança em sua obra. Faça já seu orçamento!

Comments for this post are closed.